Baixe o Regulamento

TEMPORADA 2020

VELOCIDADE, AMIZADE E LEALDADE

 

REGULAMENTO CAMPEONATO de PILOTOS

 

01)       A anuidade da temporada terá o valor inicial de R$ 400,00 (dezembro), não havendo a possibilidade de devolução de parte ou integral por motivo de desistência ou por conta do desligamento do quadro de pilotos após a primeira etapa. O critério de avaliação para o afastamento definitivo por motivos disciplinares é de cunho exclusivo da organização. Todo piloto novo continua a ser observado por três etapas como período de experiência.

 

02)       É de uso obrigatório para todos os pilotos em todas as corridas da temporada, o uso de capacete modelo todo fechado, luvas, macacão, tênis ou sapatilha salvo autorização da organização. Fica proibido aos pilotos do RKC o uso de camisa de outro clube de kart na etapa.

 

03)       O campeonato terá doze etapas oficiais mais a pré temporada, começando em janeiro e terminando em novembro. Haverá premiação de troféus aos três primeiros colocados de cada categoria em todas as etapas.

 

04)       O campeonato será dividido em duas fases, sendo classificatórias e playoffs. A classificatória vai da 1ª à 7ª e os playoffs da 8ª a 12ª etapa com um descarte para cada fase. Ficam definidas as pontuações para as fases:.

 

 

 

04.0 – A cada 10 kg que se exceder o peso da categoria, o piloto receberá um bônus de 0,5 ponto. Veda-se o uso de lastro para se atingir este limite.Em etapas de pontuação dobrada o bônus fica inalterado.

04.1 - Toda a pole conquistada bonifica o piloto com um ponto extra durante o campeonato. No caso de igualdade nos tempos da classificação, obedece-se aos seguintes critérios para o desempate:

  • Quem registrou a melhor volta primeiro;

      -    Persistindo o empate, sorteio para largar na pole e bonificação aos dois ou mais pilotos.

04.2 - Receberá um ponto extra todo o piloto que conseguir a melhor volta da prova. Se houver mais de um piloto com o mesmo tempo de “melhor volta” na uma mesma prova, receberá a bonificação do ponto extra o piloto que tiver registrado a volta no menor número de voltas (primeiro). Em caso de igualdade bonifica-se ambos pilotos com o ponto extra.

04.3 - A “BEST TIMES” que é a melhor volta da etapa, bonifica o piloto detentor com um ponto extra em todas as etapas, excluindo a pré.

04.4 - A “super pole” terá um peso maior e bonificará a conquista com 2 pontos.

04.5 – O piloto que tiver 100% de participação na temporada receberá o bônus de um ponto.

04.6 - Também receberá um ponto de bônus todo o piloto que além dos 100% de participação na temporada, terminar o campeonato com zero ponto na carteira.

04.7 – Cada vitória na fase classificatória estará bonificando o piloto na fase dos Playoffs com 3 pontos.

04.8 – A bateria da "NASKART" programada para a sétima etapa (Volta Redonda) será uma bateria aberta a todos os pilotos de todas as categorias, mas obedecerá ao limite de kart disponibilizado pelo kartódromo que poderá vir a limitar a participação. A mesma bonificará os três primeiros colocados de cada categoria sendo:

  1º colocado – 03 pontos

  2º colocado – 02 pontos

  3º colocado – 01 ponto

 

05)       Na quarta etapa da temporada (Rio Kart) será realizada a “SUPER ETAPA” que terá as baterias com duração de 30 minutos, divididos em cinco de classificação para vinte e cinco de corrida e com pontuação dobrada.

 

06)       Após finalizar a 7ª etapa que corresponde a última da fase classificatória, para o início da fase dos Playoffs, todos os pilotos estarão recebendo uma bonificação que corresponderá a 50% da sua diferença para o líder da categoria.

 

07)       Será nomeado campeão da temporada aquele que, ao término das provas, computar a maior pontuação.

            07.1 -- Em caso de empate por dois ou mais pilotos serão usados os seguintes critérios para desempate:

  • Maior número de vitórias

  • Maior pontuação total (incluindo o descarte da primeira fase)

  • Maior número de poles

  • Maior número de melhores voltas

 

08)       Formulas de disputa da temporada:

Sorteio e resorteio dos karts – Consiste em resortear todos os karts da classificação para a corrida. Os karts para o sorteio serão selecionados pelos pilotos e o resorteio será feito sem a presença dos mesmos.

08.1  – A ordem de ambos os sorteios obedecerá a classificação do campeonato de pilotos. No caso da pré temporada, o mesmo será feita por ordem alfabética.

08.2 - A troca de kart na classificação só poderá ser feita até o recebimento da bandeira quadriculada que determina o término da classificação. Após, a troca só será permitida caso o mesmo apresente problemas mecânicos que o incapacite de participação na bateria, que caso ocorra, o mesmo terá que largar no final do grid.

08.3- Fica proibido a repetição de kart da classificação para a corrida. Em caso da formula sem classificação com duas baterias, vale o mesmo critério de uma bateria para outra.

 

Corrida com largada LeMans – Formato normal com 5 minutos de classificação e 15 de corrida com resorteio. Fica definido que todas as categorias farão a largada no estilo LeMans, quando os pilotos ficam posicionados do lado oposto da pista aos karts e após sinal correm para sentar nos karts e largarem.

 

Corrida dividida em duas baterias com 1º grid sorteado e 2º grid invertido – Nesta formula teremos rodada dupla com duas baterias de 15 minutos sequenciais, sem tomada de tempo, sendo a primeira bateria com grid sorteado e a segunda bateria invertendo o grid da primeira e resorteio dos karts. A soma das pontuações em ambas as baterias valerão como pontos reais para a soma do campeonato.

 

09)       O participante que não chegar a tempo da classificação poderá largar no final do grid desde que não atrase a largada. Caso a mesma já esteja em andamento, o piloto, desde que esteja devidamente equipado com o material obrigatório, poderá entrar na pista nos minutos que lhe restarem. Nesta 2ª situação o piloto atrasado usará sempre os primeiros karts reservas posicionados no boxe, um para a tomada de tempo e outro para a corrida.

            09.1 - Os karts reservas serão alinhados em seqüência para troca, sendo proibida a escolha.

            09.2 –Só será permitida reparo em caso de não  ultrapassar cinco minutos ou na falta de outro kart reserva.

 

10)       Determina-se o tempo para se aplicar à punição do “Stop and Go” será de 10 (dez) segundos.

            10.1 - O stop and go “pós corrida” terá o acréscimo de 50% do tempo determinado para a punição.

 

11)       Os resultados divulgados pelo computador “não são soberanos”. Os mesmos poderão ser contestados e retificados de acordo com informações obtidas pelos membros do comitê e direção de prova.

            11.1 – O piloto que se sentir prejudicado por falha na marcação do computador ou quebra do regulamento, poderá procurar os organizadores e contestar tal fato por escrito, para que seja apreciado pelo comitê desde que não contenham agressões ou alusões difamatórias a terceiros, pois serão desconsiderados fazendo com que seu autor posteriormente perca o direito deste instrumento de reivindicação. 

 

12)       Fica proibido atuar na parte mecânica dos karts antes e durante a corrida, tal como regular ou ajustar peças e componentes do motor. Estas infrações estarão passíveis a punição a ser estabelecida pela direção de prova ou comitê. Fica também proibido impulsionar com as mãos as rodas dianteiras do kart no momento da largada. O piloto será punido com advertência e de acordo com a direção a possibilidade de devolução de posição.

 

13)       As sanções disciplinares previstas para os participantes do campeonato é de cunho exclusivo do comitê que definirá a mesma de acordo com cada caso punindo e com perda de posição no grid da etapa posterior.

              PUNIÇÕES DISCIPLINARES C/IMPACTO DIRETO NO GRID

Disciplinar leve - Uma posição

Disciplinar média - Duas posições

Disciplinar grave - Três posições

 

            13.1 – Manobras ou atos mesmo que não punidos pela direção, estarão passíveis a punições posteriores.

            13.2 – O piloto que sofrer “Advertência Disciplinar Grave” passa a ficar em observação por um período de três corridas, não podendo o mesmo sofrer outras penalidades disciplinares neste período sob pena de punição a ser decidida pelo comitê ou desligamento do quadro de pilotos.

           13.3 – O piloto que tiver punido com perda de posição no grid e conquistar a pole, automaticamente perderá a bonificação do ponto extra, que nesta situação não vai para ninguém.

 

14)       O campeonato estará dividido em quatro categorias com seus respectivos pesos mínimos:

            MASTER – 75 kg

            SPRINT – 80 kg

            TOP TEAM – 90 kg

            GOLD – 110 kg

 

15)       Com a criação do peso mínimo para as categorias, ficam estabelecidas as seguintes regras:

            15.1 – A pesagem passa a ser obrigatória a todos os pilotos ao final das corridas.

            15.2 – O piloto que acabar a bateria abaixo do peso mínimo estabelecido será automaticamente reclassificado para a última posição. O mesmo terá o direito de mais duas pesagens na sequencia, e sempre valerá a maior.

            15.3 – No caso da não transferência do lastro por ocasião da troca de kart, perda do lastro (ou parte dele) durante a prova ou falta da pesagem ao final, o piloto independentemente da sua colocação na tomada de tempo ou na prova, também será reclassificado para a última posição. O piloto infrator perderá o direito à bonificação da pole e/ou volta mais rápida. Tal bonificação passa ao piloto com a melhor volta que esteja dentro do regulamento.

 

16)       Para qualquer prova encerrada antes do final e cuja duração tenha atingido 50% ou mais do tempo previsto, valem os pontos totais do resultado divulgado pela direção da prova. No caso da duração da prova ter sido inferior a 50% do tempo previsto, passam a valer a metade dos pontos definidos para cada posição. Fica descartada a possibilidade de anulação de prova por motivo de interrupção, após ser dada a largada. No caso de interrupção antes de ser completada a primeira volta, vale como o resultado da corrida o grid de largada.

16.1 – Em caso de interrupção da prova e que se faça necessária uma relargada, a formação do novo grid deve obedecer a última passagem registrada no computador.

 

17)       O piloto que se prevalecer de ganho de posição com um toque (totó) quando assim a direção avaliar, poderá receber a punição de bandeira rosa para que haja a devolução de posição. Caso o piloto ultrapassado venha a perder várias posições, a bandeira será mostrada até que haja a devolução, que se não ocorrer no limite de duas voltas será realizada através de uma parada obrigatória de “Stop And Go”. A bandeira rosa passa a ter o peso de um ponto na carteira.

            17.1 – O procedimento de devolução obedece ao mesmo critério da bandeira azul, isto é, caso exista um terceiro piloto na disputa, este pode se prevalecer e tentar ultrapassar no ato da devolução.

 

18)       A carteira de pontos funcionará como um prontuário de soma para as punições sofridas pelo piloto durante toda a temporada. A cada soma de três (03) pontos na carteira, o piloto perderá uma posição no grid da etapa seguinte.

Advertência de Pista / Bandeira Rosa - 01 ponto

  Stop And Go - 02 pontos

  Desclassificação - 03 pontos

  Suspenção - 05 pontos

           

18.1 – Qualquer suspensão ou desclassificação não poderá ser considerado como resultado descartável.

 

19)       A "BOLA CORINGA" que dá ao piloto sorteado o direito de escolha do kart apenas da corrida, só será usada até a sétima etapa. Qualquer falta descredencia o piloto a ter direito de concorrer, excluindo a pré temporada.

 

20)       Palavras e gestos agressivos provenientes de reclamações contra os demais companheiros dentro e fora da pista, para torcedores ou para a direção de prova e fiscais, poderão ser punidos  pela direção de prova e após, a atitude será avaliada pelo comitê. A organização poderá desligar pilotos caso os mesmos não tenham atitudes condizentes ao grupo.

 

21)       Aos pais e familiares que se excederem na torcida com possíveis gestos ou reclamações acintosas contra a direção de prova, organizadores, fiscais de pista, pilotos ou convidados, assim como também invadir a pista ou coisa parecida, estarão punindo seus pilotos com as penalidades impetradas pelo comitê em função de tais atos.

 

22)       Fica proibido o uso de rádio transmissor pelos pilotos.

 

23)       A punição por queima de largada deverá ser cumprida pelo piloto, dentro do limite de duas voltas após receber a sinalização através da bandeira de “queima de largada”, reduzindo a velocidade e permitindo a ultrapassagem de todos os karts que estejam nas posições subseqüentes à sua. Ressalta-se que a devolução deverá ser feita a todo o pelotão, exceto aos karts dos pilotos que por eventuais acidentes tenham ficado mais atrás do pelotão. Esta avaliação será da direção de prova, a qual informará ao piloto através da bandeira de queima, se ainda necessita dar passagem a mais algum piloto. A bandeira será mostrada a cada volta, até que o piloto que queimou a largada tenha se reposicionado corretamente.

 

24)       Fica estabelecido que o limite para se obedecer às punições impostas pela direção são de duas voltas, não podendo o piloto abrir a terceira volta. Este limite não está vinculado à bandeira azul, a qual deve ser obedecida tão logo seja mostrada agitada.

 

25)       Os karts que apresentarem partes soltas ou quebradas durante a prova e que possam vir a oferecer perigo para os demais pilotos ou fiscais de pista, poderão receber a ordem de parar no boxe para a troca ou reparo. “A avaliação desta situação é da direção de prova”.

 

26)       Problemas apresentados com a cronometragem durante a classificação (computador ou sensor de um ou mais karts), paralisa a mesma até ser sanado o problema. A classificação será reiniciada para todos os pilotos e os resultados obtidos anteriormente serão zerados.

 

27)       Mantido o sistema “DETOUR”, que é um desvio que aumenta o percurso o qual deverá ser cumprido obrigatoriamente por todos os pilotos. O descumprimento reclassifica o piloto para a última posição do grid em qualquer situação. A quantidade será definida pela organização a cada etapa.

 

28)       Mantido o sistema “SHORTCUT” para a temporada, que consiste ser um atalho na pista onde os pilotos terão o direito de usar durante a corrida a sua escolha.

28.1 – O piloto que exceder este limite ou usar o sistema em etapa não autorizada,,será reclassificado para a última posição e receberá advertência disciplinar leve. A quantidade será definida pela organização a cada etapa.

 

29)       Em etapas a serem definidas será adotado a "SUPER POLE" que consiste separar os três primeiros colocados de cada categoria após a classificação e coloca-los em kart único (do último colocado) com apenas uma volta cronometrada para a disputa da Super Pole. A mesma terá a bonificação de dois pontos.

 

30)       Volta a ser adotada a “PARADA OBRIGATÓRIA” que consiste dos pilotos cumprirem em local determinado pela organização uma vez na bateria com livre escolha do momento que fazer.

            30.1 – No local definido pela organização se posicionará um fiscal com um cone, este então delimitando o espaço máximo a ser usado pelo piloto. O toque de qualquer natureza, neste cone anula a parada e o piloto terá a obrigatoriedade de fazer nova parada..

 

31)       Em etapas a serem definidas será adotado o novo sistema do "PACE KART" que será um kart da organização que entrará na pista na metade de cada bateria para juntar todos os pilotos. Baterias de 25 minutos com cinco minutos de classificação e corrida dividida em duas pernas de 10 minutos. Mantidos nesta etapa o sistema "Shortcut". Haverá bônus a serem somados na pontuação final da bateria para os três primeiros colocados no momento da entrada do Pace Kart da seguinte forma:  LÍDER - 3 pontos  /  2º COLOCADO - 2 pontos  /  3º COLOCADO - 1 ponto

 

32)       Categoria Sprint correndo apenas nas etapas de pistas outdoor e sem as regulamentações obrigatórias de resorteio, shortcut, detour, bola coringa, pace kart e carteira de pontos. Baterias simples de cinco por quinze minutos acompanhando todas as pontuações normais das etapas.

33)     A cada três etapas formam-se as COPAS que são mini campeonatos com pontuação corrida sem descarte. Ver regulamento das mesmas.

 

34)       Qualquer situação não prevista neste regulamento deverá ser resolvido pelo comitê.